segunda-feira, 31 de outubro de 2011

domingo, 30 de outubro de 2011

''A vida é tão maravilhosa porque também é feita de colos,
de feridas que cicatrizam, de amigos que celebram ou choram junto.
Feita de pessoas apaixonadas e apaixonantes, possíveis e impossíveis,
pessoas que se entregam, pessoas que se privam,
pessoas que machucam, pessoas que chegam pra curar; desencadeadores de poemas,
de sorrisos, de lições de vida que ficarão guardadas para sempre...
A vida é tão maravilhosa porque ela nos compensa com ela mesma."
 
(Marla de Queiroz)
Um passo para a frente e cem para trás.
Retrocessos.
Descaminhos.
E me pergunto se, quem sabe um dia, na hora certa, nosso encontro pode acontecer inteiro.

(Caio Fernando Abreu)
Gosto das coisas de dentro.
O que está por fora muda a cada estação.
A essência, não.

(Clarissa Corrêa)
Vem me transformar em mais do que hoje sou: mais forte e mais serena, mais confiante e mais dura - mas também doce quando precisares.Vem fazer de mim algo maior que eu.

(Lya Luft)
Quer fosse alta perspicácia quer simples ingenuidade, quem vivia assim tão no presente e sabia apreciar tão cuidadosa e amigavelmente cada florzinha do caminho, estava acima de tudo e a vida nada podia contra ela.

(Hermann Hesse)
A verdade é que eu não sei me relacionar com números, formas e tamanhos. Eu me relaciono com a parte interna das pessoas, com aquele pedaço florescente não-disponível para todos.
O problema é que ás vezes ele está ausente e em seu lugar ressoa um eco, tão seco quanto o próprio sentido. Sendo assim, só me resta uma esperança, uma torcida para que todo aquele espaço humano possa ser preenchido por algo bem bonito, como girássois e um pote de mel, no fim do arco-íris.

Não sei o quê, o porquê, nem quando, nem onde.
Mas alguma coisa azedou, virou poeira, partiu no próprio parto.
O que é que há?
Não é possível, meu Deus, amar assim tão errado...

(Cleice Souza)
"Às vezes é preciso dar um tempo,
correr pra longe de todo mundo,
pra ver quem vai correr atrás de você."

(Clarice Lispector)
Não, não ofereço perigo algum: sou quieta como folha de outono esquecida entre as páginas de um livro, sou definida e clara como o jarro com a bacia de ágata no canto do quarto - se tomada com cuidado, verto água límpida sobre as mãos para que se possa refrescar o rosto mas, se tocada por dedos bruscos num segundo me estilhaço em cacos, me esfarelo em poeira dourada.

(Caio Fernando Abreu)

sábado, 29 de outubro de 2011

Dorzinha no peito
Ou é amor ou é saudade
Que me consome e invade
Nessas tardes tão vazias
Quem dera que minhas mãos frias
Tivessem um pouco de teu calor.
E que houvesse em minha boca
Outro gosto que não fosse teu sabor.
Mas é amor ou é saudade
Que dói e que me confunde.
Deus, de certeza meu peito inunde,
Pra que eu não sofra de duvidar
Ou é amor ou é saudade
E eu descobri que tenho os dois:
Amor eu sou toda quando estou perto de ti
Saudade é todo vazio que sou
Quando não estás aqui.

(Cáh Morandi)
"Perguntarão pela tua alma.
A alma que é ternura,
bondade,
tristeza,
amor.
Mas tu mostrarás a curva do teu vôo livre,
por entre os mundos…
E eles compreenderão que a alma pesa.
Que é um segundo corpo,
e mais amargo,
porque não se pode mostrar,
por que não se pode ver.”

(Cecília Meireles)
Quem já não viveu um grande amor?
Uns deram vida, outros dores.
Um grande amor nunca morre, mesmo que seja pra ficar esquecido numa das tantas “gavetas” mentais.
Como alguém consegue dizer “não te amo mais” se na semana passada você era “tudo”?
Seria melhor ter coragem e dizer a verdade.
O amor pode acabar sem que se perceba.
Como?
Por que?
Acho que acaba pela falta de atenção, frases distorcidas ou mal interpretadas, falta de ligações inesperadas, mensagens ou chocolate na gaveta.
Acaba com a falta de confiança ou a inexistência dela….
O amor é como a vida biológica?
Tem um ciclo?
Existe um tempo de nascer e um tempo de morrer.
Para o amor também?
O pior do amor é quando ele passa…..


(Mônica T. http://docilitate.wordpress.com/page/2/)

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Essa angústia de pessoas.
Essa felicidade volátil.
Nesse mundo de montanha-russa.
Quero sentir tudo.
Com o medo nas mãos.
Com a coragem de atirá-lo pela janela.
Essa razão me veste bem.
Mesmo que não me pertença sempre.
Nessas horas, faço a ser minha.
Esse amor de amar eternamente.
Prefiro a paixão do efêmero sentimento.
Saber que é para sempre enjoa.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

domingo, 23 de outubro de 2011

Quando me entrego, me atiro.
Mas quando recuo, não volto mais.

As lembranças, os sorrisos,
os abraços, os olhares e as esperas
são como gotas de chuva
numa tarde quente de verão.
Refrescam, animam, dão alento.
E por fim,
colorem o céu com um imenso arco-íris.
E o final dele pousa silenciosamente
bem no meio do coração da gente.

(Helena Chiarello)
"No ardor de tantos abraços, caíram palácios, ruiu um império, os nossos olhos vidrados de mistério..."


(Chico Buarque de Hollanda)
Não desejo encontrar alguém que me complete, é pouco, mas que me transborde, até o final cansar e ser só início.

(Carpinejar)
"O amor é procurar cabelos para completar as mãos, é procurar o que não se viveu para contar. É esperar o sol aquecer o lado ileso da cama. É não apagar direito a ausência, a letra, o cheiro. É insistir com respostas sem as perguntas. Adiar o amor ainda é cumpri-lo. Fingir que não se sente é exercê-lo. O amor devora os sobreviventes. Não lembra do pente, da navalha, da tesoura de unhas, do jornal, do abajur. O amor não lembra do que precisa. Amor é não precisar de nada. É precisar do que acontece depois do nada, ainda que não aconteça. O amor confunde para se chegar ao mistério. Embaralha para não se ouvir. Perde-se no próprio amor a capacidade de amar. Amor é comer a fruta do chão. O chão da fruta. O amor queima os papéis, os compromissos, os telefones onde havia nomes. O amor não se demora em versos, se demora no assobio do que poderia ser um verso. O amor é uma amizade que não foi compreendida, uma lealdade que foi quebrada. O amor é um desencontro por dentro."

(Fabrício Carpinejar)
Sou feita de silêncios.
Não é todo mundo que consegue compreendê-los.
Sou feita pra quem sabe ver.
Pra quem sabe sentir.
Pra quem consegue me decifrar.
Não é qualquer um que me entende.
Silencio para poder ouvir melhor o bater do coração.

(Juliane Garcia)
Eu quero mesmo é alguém que me faça mudar completamente de opinião. Que faça meu corpo querer companhia nos momentos em que minha mente insiste pela solidão.

(Caio Fernando Abreu)
"(...)

Poderia sim ser quase nada, se não tivesse sido tudo. Poderia não ter significância ou significado, senão fosse você. Senão fosse seu riso me chamando para dançar no meio do mundo, senão fosse seu nome se espalhar por todos os cantos dos meus pensamentos e os poros da minha pele, senão fosse o seu olhar na primeira vez que te vi, senão fosse seu ar de segurança, senão fosse sua simplicidade em falar. Se por um momento só, você não tivesse sido tão profundo. Se por um momento só, não tivesse sido você, teria sido tudo inútil, teria sido tão em vão.

O amor vem depois de você, e as palavras vem depois do amor. Tão clichê, tão bobo, quando a gente quer dizer que está apaixonada e sente tão amada a ponto de esquecer o resto do mundo. Tão tola nossa forma mais planejada para não ser amarrada pela paixão. Não vale nada toda razão quando o coração desperta.

O amor seria sim como qualquer palavra... se não fosse sua chegada."

(Cáh Morandi)
" E nessa estrada quero achar gente doce, límpida, verdadeira e disposta.
 Quero topar com luz, desapego e paz."

(Caio Fernando Abreu)

sábado, 22 de outubro de 2011

Qual é o segredo do amor? Como fazer um relacionamento resistir ao tempo, resistir a rotina, ao ego de cada um? Se apaixonando não pela figura que se apresenta, não pelo sonho que você idealizou, mas pela pessoa que de alguma maneira te conquistou. Quem se apaixona pelo cheiro da pessoa amada, pelo riso solto ou pela franqueza, pelo jeito tímido ou debochado de ser, aprende a amar a essência e separa: o que é real do que é sonho... Só ama de verdade quem "admira" os detalhes da pessoa amada, e são os detalhes que fazem toda a diferença. Muita gente procura amores de cinema, onde tudo faça a diferença, a pele, o sorriso, a altura, os cabelos, a simpatia, a inteligência, o bolso, a profissão, são tantas exigências, tantas requisições, e o amor pede tão pouco: no início admiração, depois do conhecimento inicial: atenção, depois de algum tempo juntos: dedicação, e junto com o respeito, que deve existir sempre, o amor para resistir ao tempo precisa de detalhes, as vezes tão pequenos, que acabam gerando um elo, uma aliança que torna o casal único, isso se chama cumplicidade, e é o que faz a diferença. Cumplíces são mais do que amigos, mais do que irmãos, são almas afins que se reconhecem mesmo de longe, onde o olhar fala mais do que mil palavras, detalhes que fazem de um relacionamento, o verdadeiro amor, o que dura além do tempo, e transformam duas pessoas em "almas gêmeas".

(Cáh Morandi)

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Que o sabor da minha boca dure para sempre
na tua memória, para que nunca te esqueças
que um dia o nosso beijo aconteceu.
Se por algum motivo me quiseres esquecer,
que o esquecimento se esconda de ti
e te ofereça a lembrança
do sabor
de um beijo meu.

(Cáh Morandi)
"...Eu sei desfazer e refazer.
Quem pode compartilhar dos meus sentimentos na hora que o refletor bater?"

(Maria Bethânia)
"Solidão é quando você descobre que a única pessoa que conhece a sua alma já não está mais aqui. "

(Cris Guerra)

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Hoje acordei com uma vontade
De um abraço, de um beijo
Eu hoje acordei com saudade.
Do teu corpo, e do teu cheiro
Da minha alma se entregando
Com a tua por inteiro.

(Cáh Morandi)
Que um amor te aconteça
Que um amor te salve
Que um amor te cuide

(Cáh Morandi)

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

O amor vai te contar um segredo
Não precisa ter medo
Nem sair correndo
O amor nasce pequeno
Cresce, fica estupendo
Às vezes o amor está ali
Você nem tá sabendo
O amor tem formas, formas, aromas,
Vozes, causas, sintomas
O amor...
É mãe, é filho, é amigo,
Às vezes num canto esquecido existe amor
Antigo, antigo
O amor que cuida, parte e assusta
Que erra e pede desculpas
Às vezes o amor quer ferir
E se cura doendo
O amor tem formas, formas, aromas,
Vozes, causas, sintomas
O amor...
É pausa, silêncio, refrão
E explode nessa canção
O amor vai te contar
Um segredo, fica atento, repara bem
Que o meu amor é todo seu
Antigo.

(Zélia Duncan)

terça-feira, 18 de outubro de 2011

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

"Frágil, o barulho da chuva viola o silêncio do pensamento, da lembrança, da doce ignorância em planejar o futuro. Você tem medo, porque você vê que tem tanta lágrima por dentro, escondida, calada, tímida e um dia chuvoso e frio é tão pouco comparado a tudo que você esconde atrás de um rosto discretamente limpo e doce."

(Cáh Morandi)
Que eu tenho de Minas em mim é esse sonho de subir montanhas e garimpar estrelas.

(Wilson Pereira)
"É preciso se expôr sem medo de dar vexame.
É preciso colocar o trabalho na rua.
É preciso saber ouvir um não e, depois de secar as lágrimas, seguir batalhando.
Arriscar, é o nome do jogo.
Muitos perdem, poucos ganham.
Mas quem não tenta, não tem ao menos o direito de reclamar."

(Martha Medeiros)
"Para me refazer volto ao meu estado de fresca realidade,
mal existo e se existo é com delicado cuidado."

(Cecília Meireles)

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

"Podia ser só amizade, paixão, carinho, admiração, respeito, ternura, tesão. Com tantos sentimentos arrumados cuidadosamente na prateleira de cima, tinha de ser justo amor, meu Deus?"

(Caio Fernando de Abreu)
"Não estou vivendo perigosamente.
Troquei o perigosamente, pelo intensamente,
inconsequentemente, apaixonadamente.
Não há perigo.
Perigoso é a gente se aprisionar no que nos ensinaram como
certo e nunca mais se libertar, correndo o risco de não saber
mais viver sem um manual de instruções"

(Martha Medeiros)
Não há alegria pública
que valha uma boa alegria particular.

(Machado de Assis)
Quando criança era assim, não existiam muitas escolhas.
Não se podia andar descalço nem molhar na chuva: constipava.
Menina bonita tinha o cabelo longo, e meninos cabelos curtos.
Manga com leite não podia, nem banana antes de dormir que dava pesadelos.
Papai e mamãe não gostavam, então eu não fazia.
Como boa menina, aprendi tudo o que me ensinaram,
mas ao contrário do esperado, eu constipava ao chupar
manga e tinha pesadelos quando andava descalço.
Resolvi então cortar meus cabelos bem curtos e desaprender tudo!
Descobri um segredo precioso que não me ensinaram de pequena:
Quanto mais cresço, mais eu posso nascer.

(Clara Gontijo)
"O sábio dizia ,que você deve comprar arroz e flores
Arroz pra viver e flores para ter pelo que viver !"

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

A cada manhã, exijo ao menos a expectativa de uma surpresa, quer ela aconteça ou não. Expectativa, por si só, já é um entusiasmo. Quero que o fato de ter uma vida prática e sensata não me roube o direito ao desatino.
(Martha Medeiros)
Tenho pensamentos que, se pudesse revelá-los e fazê-los viver, acrescentariam nova luminosidade às estrelas, nova beleza ao mundo e maior amor ao coração dos homens.

(Fernando Pessoa)

domingo, 9 de outubro de 2011

Beijos vem e vão
e teu sabor fica
Conversas avançam
e teu timbre fica

tudo ficou
menos você

(Micca Soares)
Quando um sorriso começa a morar no nosso olhar,
parece mágica: um monte de coisas, às vezes até sisudas,
começam a sorrir pra gente, de repente.

(Ana Jácomo)
Eu comecei ler você sem querer, e foi sem querer, que fui viajando na tua literatura, degustando tuas palavras e me incluindo nos próximos capítulos.

(Micca Soares)
E eu creio em dias azuis, cheios de paz dentro. Com crianças correndo no parque, casais de mãos dadas à luz do sol, de uma manhã clarinha. Acredito na força dos sentimentos bons, na energia positiva e na colheita dos sonhos, que chega sempre nas mãos de quem semeia o bem, de quem espalha pólem de luz e alegrias miúdas.

(Cris Carvalho)